Alimentos ácidos e erosão dentária

25 de agosto de 2015 17:48
   


Comer ou beber frutas ou outros alimentos ácidos pode causar ou agravar a erosão dentária, (ou desgaste dos dentes). A solução é bochechar com água e aguardar pelo menos 30 minutos antes de escovar os dentes após ingerir alimentos ácidos. | Sempre consulte um dentista para esclarecimentos e adaptações individuais ao seu caso.

Compartilhado por: NutritionFacts.org | produção: Nutrition Facts | sinopse, tradução e locução: RBC | tradução e legendas: EAN

a transcrição do áudio traduzido.

AS DIETAS À BASE DE VEGETAIS E SUA SAÚDE DENTAL

Os alimentos que mais oferecem proteção contra o câncer bucal são folhas verdes e legumes crus, tomates, frutas cítricas e cenouras. No entanto, frutas cítricas são ácidas. Ótimo: menos câncer bucal; mas e quanto à saúde dos dentes? Comer muitas frutas ácidas poderia desgastar o esmalte dental?

Bem, os relatos de caso que primeiro alertaram sobre esse risco envolviam o ato de chupar fatias de limão – claramente não uma boa coisa para seus dentes – ou um quadro severo de cárie devido ao hábito bizarro de… chupar bananas. Parece que não se deve dar uma banana a um filho pequeno para chupar dia e noite, como se fosse uma chupeta. Fazer suco de 18 laranjas por dia por uma década ou duas também pode causar um dano significativo.

O senso comum de que o suco das frutas pode ser ruim para seus dentes mas não a fruta toda foi questionado recentemente. A capacidade das frutas de corroer o esmalte dentário parece ser equivalente à do suco de frutas, seja ao comer uvas ou tomar suco de uva, cenouras ou suco de cenouras, laranjas, maçãs, tomates ou passas.

As frutas e seus sucos não foram tão ruins quanto os refrigerantes. A Coca Diet foi a bebida que mais rapidamente amoleceu os dentes. Mas foi uma surpresa que as frutas e seus sucos tenham tido efeitos basicamente equivalentes, resultado este sem dúvida comemorado pelos patrocinadores do estudo, o “Departamento de Açúcares” e a “Associação de biscoitos, bolos, chocolates e confeitos” (do inglês, “Sugar Bureau” e “Biscuit, Cake, Chocolate and Confectionery Association”).

A interpretação que a Associação Odontológica (do inglês, “Dental Association”) fez desse assunto é interessante: Se o consumo de frutas e vegetais integrais pode causar uma desmineralização do esmalte equivalente ao provocado quando esses alimentos são consumidos na forma de suco, então, “Opa! Talvez o suco de frutas não seja tão ruim assim!” É claro que a leitura menos otimista é de que, “Espera um pouco! A fruta integral é tão prejudicial quanto o seu suco?”

Talvez a fruta seja pior para o esmalte do que pensávamos. E, de fato, as pesquisas mais recentes investigando se o consumo de frutas causa ou não cáries descobriram que a frequência de consumo de frutas estava associada a um maior risco de cáries, embora reconheçam que o papel do açúcar das frutas como iniciador de cáries em humanos tem sido debatido há muito tempo. Mas será que isso é um problema para aqueles que comem desse jeito, ao invés de … desse outro jeito?

Entre os vegetarianos, observou-se um consumo significativamente mais frequente de produtos ácidos, principalmente vegetais crus, frutas e tomates. Apesar de o nível de higiene bucal ser similar em ambos os grupos, os com dieta vegetariana tinham mais lesões erosivas em seus dentes, muito embora a diferença não tenha sido estatisticamente significativa, ao contrário de outro estudo…
em que, embora não se tenha observado nenhuma diferença quanto a placa, gengivite, cáries ou perda de dentes, encontrou-se uma maior incidência de desmineralização e manchas brancas em indivíduos vegetarianos em comparação aos onívoros, indicando uma maior erosão ácida.

Então, o que as pessoas devem fazer? Há uma série de alimentos e bebidas que têm potencial de causar erosão dentária, tanto alimentos não saudáveis, como refrigerantes e doces ácidos, quanto alimentos saudáveis, como frutas frescas e alguns chás de ervas. No maior estudo realizado até agora, descobriu-se que consumir frutas cítricas mais do que duas vezes ao dia estava associado a uma probabilidade 37 vezes maior de erosão dentária do que consumir frutas cítricas com menos frequência. Também parece ser arriscado consumir vinagre de maçã ou bebidas esportivas uma vez por semana ou mais, ou então consumir refrigerantes diariamente. Esses hábitos resultaram numa probabilidade de erosão de dez, quatro e quatro vezes maior, respectivamente, do que na ausência desses hábitos.

Ora, então devemos evitar comer alimentos cítricos? Não. Ainda que o estudo tenha encontrado uma maior incidência de cáries em crianças que comeram mais frutas, ele conclui que, mesmo não sendo totalmente seguro consumir frutas em termos das cáries, não se pode sugerir uma restrição ao consumo de frutas como medida de prevenção de cáries.

No estágio atual da pesquisa, torna-se mais importante enfatizar o conselho preventivo de que as crianças devem escovar seus dentes duas vezes ao dia usando creme dental com flúor. E, de fato, o estudo que analisou o potencial erosivo das frutas foi realizado em pessoas que não usaram creme dental com flúor. Apenas não escove logo após você comer a fruta. Você tem que esperar ao menos 30 minutos.

As pessoas tem esse conceito errado de que escovar os dentes logo após o consumo de alimentos e bebidas ácidas pode prevenir os efeitos danosos da erosão dental, quando, na verdade, a superfície do dente, ao ser amolecida pelos ácidos de comidas e bebidas, fica mais vulnerável aos danos causados pela escovação dental.

Eles fizeram um estudo em que algumas pessoas faziam um bochecho com uma solução ácida — nesse caso uma Sprite Diet — e então escovavam os dentes logo em seguida, ou 10 minutos depois, 20 minutos depois, 30, ou uma hora inteira depois. Como se pode ver, se tomar refrigerantes e ficar sem escovar os dentes, você pode perder alguns de seus dentes. Mas o dano pode ser dobrado ou triplicado se você começar a escovar os dentes quando eles ainda estão num estado amolecido e acidificado. Os pesquisadores dizem que devemos esperar pelo menos 30 minutos, ou, por segurança, provavelmente uma hora.

Ao invés de escovar após comer qualquer coisa ácida, devemos enxaguar nossa boca com água, para ajudar a neutralizar os ácidos. Há alguma evidência comprovada nesse sentido? Infelizmente, não.

Devido ao número limitado de estudos clínicos realizados (até agora) para investigar a associação entre dieta e erosão dental, a prevenção e o tratamento, do ponto de vista da dieta, se baseiam mais em senso comum do que em abordagens baseadas em evidências. De fato, não há sequer um único estudo relativo ao aconselhamento por parte do dentista quanto a mudanças de dieta como prevenção da erosão dentária. Entretanto, enxaguar com água após comer ou beber qualquer coisa ácida é o melhor conselho que podemos oferecer até agora.


311
Visualizações