Dentes sensíveis

18 de janeiro de 2016 19:28
   


Dentes sensíveis? Entenda como o estímulo produzido por alimentos frios, quentes e doces provocam sensibilidade nos dentes. Esse tipo de dor de dente decorre da exposição da dentina e os fatores associados incluem dieta ácida, escovação incorreta e clareamento dentário. | Sempre consulte um dentista para esclarecimentos e adaptações individuais ao seu caso.

Outros fatores potencialmente envolvidos com dentes sensíveis são a bulimia e o refluxo gástrico, problemas de oclusão (mordida errada), bruxismo (que ocorre quando você range ou aperta os dentes), cárie dentária ou fratura dentária, entre outros. Nesses casos, a sensibilidade dentária, especialmente quando ocorre em um ou dois dentes isoladamente, pode ser o primeiro sinal de uma dor de dente (inflamação da polpa dentária ou pulpite) mais severa em progressão. Não deixe de consultar um dentista para fazer o diagnótico de sua sensibilidade ou dor de dente o quanto antes para evitar problemas mais graves e procedimentos mais complexos.

Compartilhado por: Jamie J. Alexander D.D.S., P.A. | produção: CAESY Education System | sinopse, tradução e locução: RBC | tradução e legendas: EAN

a transcrição do áudio traduzido.

Um dos problemas mais comuns na odontologia é o de dentes sensíveis. Se você tem dentes sensíveis, poderá sentir desconforto quando forem expostos a ar frio, comidas e bebidas quentes ou frias, ou doces.

Há várias causas possíveis para esse problema, incluindo:

 Aplicação de forças excessivas nos dentes;

 Perda da camada protetora de esmalte;

 E, eventualmente, alguns procedimentos dentários.

Uma das principais causas da aplicação de forças excessivas é o hábito inconsciente de ranger e apertar os dentes.

Outra fonte de estresse é quando os dentes não se articulam corretamente. Alguns dentes sempre se encontram antes do que os demais, tornando-se sensíveis.

Dentes também se tornam sensíveis quando perdem sua camada externa protetora, expondo a dentina. A dentina é a camada intermediária do dente, e fica normalmente protegida pelo esmalte, acima da linha da gengiva, e pelo cemento, abaixo dela. A dentina contém milhões de tubos minúsculos que se prolongam desde a polpa (onde há terminações nervosas), no centro do dente, até a camada externa.

Quando a dentina é exposta, esses tubos ficam abertos. Quaisquer estímulos na superfície da dentina são transmitidos através dos tubos para a polpa (e suas terminações nervosas), causando dor. A dentina pode ficar exposta por meio de vários processos, tais como abfração, erosão e abrasão.

A abfração ocorre quando um dente atinge seu opositor antes que os demais, levando o dente opositor a flexionar-se. Com o tempo, esse flexionamento contínuo leva o esmalte a se separar da dentina.

A erosão ocorre quando ácidos dissolvem o esmalte. Em geral, isso é causado pela ingestão frequente de refrigerantes ácidos e bebidas esportivas, ou pela exposição dos dentes aos ácidos estomacais, no caso de doenças de refluxo ácido ou bulimia.

A abrasão se dá quando a camada protetora é removida por desgaste. Isso pode ocorrer quando você escova seus dentes com muita força, quando usa escovas com cerdas médias ou duras, ou quando utiliza cremes dentais abrasivos para o controle de tártaro ou para clareamento.

Por último, alguns procedimentos dentários, tais como clareamentos e restaurações podem levar a períodos curtos de sensibilidade.

Quando não tratada, a sensibilidade dental pode ter efeitos de longo alcance. Às vezes, ela acaba impedindo as pessoas de escovarem e passarem fio dental adequadamente, podendo levar a mais sensibilidade, cáries, infecções e até mesmo à perda de dentes e de osso.

Para descobrir a causa de sua dor de dentes, seu dentista irá examiná-lo cuidadosamente. Caso o problema seja a aplicação de forças excessivas nos dentes, ele irá ajustar sua mordida ou recomendar o uso de uma placa de mordida. Já se o problema for dentina exposta, algumas medidas poderão ser recomendáveis:

 Aprimoramento de sua técnica de escovação;

 Aconselhamento sobre sua dieta;

 Tratamento da região com flúor ou;

 Aplicação de uma camada protetora ou agente adesivo.

Em geral, a sensibilidade de curta duração pode ser tratada usando-se um creme dental ou enxaguatório bucal dessensibilizador. Com tratamento e cuidados adequados, seus dentes sensíveis voltarão a ser saudáveis e confortáveis.


106
Visualizações