Aparelho ortodôntico autoligado

18 de janeiro de 2016 19:35
   

 

Veja como funciona o aparelho ortodôntico autoligado do “Damon system” para corrigir alguns tipos de mordida errada (maloclusões). Uma das promessas dos braquetes autoligados é uma maior facilidade de expansão maxilar e, portanto, menor necessidade de extrações por indicação ortodôntica. Na ortodontia autoligada, a redução na indicação de extrações seria garantida pela facilitação da expansão transversal da maxila, permitindo mais espaço para acomodar os dentes.

Outras vantagens seriam uma maior facilidade de higienização (já que não seriam necessários os amarrilhos elásticos, notórios retentores de placa bacteriana), e um menor desconforto durante o tratamento devido à aplicação de forças ortodônticas mais leves devido à redução do atrito entre braquete e fio ortodôntico.

Apesar de a técnica ter surgido há mais de 75 anos, apenas nas últimas décadas é que tem sido aperfeiçoada e amplamente divulgada, principalmente pelo Sistema Damon (dentre as marcas mais conhecidas estão a Damon, SmartClip, In-Ovation e Time).

Por isso, ainda há controvérsia com relação à comprovação das vantagens dos braquetes autoligados em relação aos braquetes convencionais. | Sempre consulte um dentista para esclarecimentos e adaptações individuais ao seu caso.

Compartilhado por: 吳顏伊 | produção: Dolphin Imaging Inc. | sinopse: RBC


426
Visualizações